sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

AS mudanças na China e no Brasil

Supremo Tribunal Federal do Brasil redefine processo de impeachment contra Dilma Rousseff






O Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil vetou ontem (17) a apelação da presidente, Dilma Rousseff, pela anulação do processo de impeachment e exigiu o reestabelecimento da comissão especial da Câmara dos Deputados. Segundo a decisão do STF, após a aprovação da Câmara dos Deputados, o projeto de impeachment deverá ser entregue ao Senado para votação.


Para a imprensa brasileira, a maioria está favor do governo de Dilma.

Segundo o STF, normalmente, a composição dos membros da comissão especial da Câmara dos Deputados do Congresso depende da proporção de cadeiras no parlamento para cada partido. Como a maioria dos integrantes da atual comissão é da oposição, a comissão teve que ser anulada.

A decisão final do tribunal foi a favor da presidente brasileira. Como a aliança do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) ocupa a maioria dos lugares no Congresso, a nova comissão especial poderá garantir um maior apoio a Dilma na votação.

Tradução: Xie Haitian

Revisão: Denise Melo


Wang Yi reúne-se com chanceler iraquiano

O chanceler chinês, Wang Yi, reuniu-se na noite de ontem (17) em Nova Iorque, com o seu homólogo iraquiano, Ibrahim Jafari. Wang Yi afirmou que o relacionamento bilateral está cada vez melhor. A China continuará apoiando o Iraque na luta pela paz e estabilidade e no processo de reconstrução do país, e espera que os iraquianos façam o possível para promover a estabilidade e o desenvolvimento regional. Wang Yi demonstrou a vontade do governo chinês em fortalecer o intercâmbio de alto nível e a cooperação de capacidade produtiva. Além disso, ele espera que o governo iraquiano garanta a segurança dos chineses que estão participando dos projetos de reconstrução do país.

Segundo Jafari, o premiê iraquiano, Haider al-Abad, irá visitar a China para impulsionar as cooperações em vários setores. O Iraque agradeceu o governo chinês pela assistência humanitária e prometeu tomar as medidas pragmáticas para garantir a segurança dos orgãos e membros chineses em seu território.

Em relação à presença de tropas militares turcas no norte do Iraque, Jafari pediu o apoio da China para convocar uma reunião urgente do Conselho de Segurança (CS), para resolver a questão.

Tradução: Xie Haitian

Revisão: Denise Melo


Parque indústrial de comércio eletrônico da zona rural de Qingxin favorece empreendedorismo on-line


A zona de Qingxin, da cidade de Qingyuan, situada no norte da Província de Guangdong, é uma grande zona agrícola, rodeada por montanhas e favorável para cultivar frutas e vegetais. Todas as pessoas que visitaram a zona deram elogios, dizendo que é um bom lugar. As toranjas e pitayas são especialidades locais e tornaram-se numa indústria pela qual os habitantes do local ganham a vida.

A zona rural de Qingxin possui boa ecologia agrícola, mas se situa na zona montanhosa onde tem maus acessos aos transportes. Como tornar com que os produtos agrícolas sejam levados para as mesas e como concretizar o acoplamento entre esses produtos e o mercado são as principais questões dos habitantes locais.

Zhou Zihua, o gerente-geral da Empresa do Desenvolvimento da Agricultura Ecológica de Qiannong Ltda, saiu de Hangzhou e voltou à sua terra natal, conjuntamente com a sua equipe de empreendedorismo. Ele decidiu se juntar aos plantadores locais para trazer as pitayas de três mil mus da zona de Qingxin ao mercado nacional.

"Não temos falta de bons produtos, mas não temos uma boa via de divulgação. Esses três mil de pitayas pertencem a cerca de 30 ou 40 famílias locais. Algumas famílias têm uma grande área de pitayas, de mais de cem mil mus, e algumas têm só dez mus. Podemos vender de 25 a 30 mil de quilos por mês. Se temos atividades de divulgação, podemos vender 40 mil quilos."

Zhou Zihua presta bastante atenção ao ambiente de empreendedorismo da sua terra natal. Em abril de 2015, o parque industrial do comércio eletrônico da cidade de Qingyuan iniciou oficialmente a sua operação. A área desta zona, com 1,8 mil metros quadrados, pode atender 100 empresas. A cidade fornece boas oportunidades para os empreendedores. Falando sobre o posicionamento do parque, o vice-diretor-geral da entidade, Cheng Chaobing, disse que esse parque presta uma plataforma de serviços para o acoplamento entre os recursos rurais e equipes do comércio e para as empresas empreendedoras.

"Na etapa inicial, o trabalho do parque indústrial é reunir as empresas comerciais, e na próxima fase, o trabalho é apoiar o desenvolvimento dessas empresas. Promoveremos a nossa plataforma de comércio eletrônico própria para acoplar os recursos rurais e as equipes de empreendedores urbanos."

De acordo com as diferentes demandas das empresas para cada etapa, o parque indústrial presta serviços diferentes. Por exemplo, após a criação das empresas, o parque pode ajudá-las a vender produtos na plataforma de comércio eletrônico. De seguida, o parque irá treinar as empresas a construir uma equipe competitiva. Na etapa final, a entidade irá prestar apoio financeiro e ajudar as empresas a procurar um caminho de desenvolvimento sustentável.

Como um dos primeiros empreendedores a criarem negócios no parque indústrial, Zhou Zihua, disse que a via informática flexível e o bom ambiente de empreendedorismo são as duas características mais atraentes.

"O parque indústrial possui abertura de informações e um bom ambiente de empreendedorismo. Os empregados no local deram-me uma condição preferencial, pois não preciso pagar o aluguel em três anos. É mais importante eles prestarem-me algumas informações de famílias rurais, para que possa acoplar com essas famílias. Então, posso resolver o problema sobre a falta de informações úteis".

Para o governo local, a meta final é estabelecer um mecanismo de logística comercial, melhorar a vida dos camponeses e aumentar a igualidade dos serviços públicos na zona urbana e rural. O parque indústrial do comércio eletrônico é uma via ideal para concretizar essa meta. Para promover o desenvolvimento do parque indústrial, o governo fornece várias políticas preferenciais. O vice-secretário da zona de Qingxin, Zhang Renjian, disse:

"O governo presta subsídio de aluguel e de serviços públicos e fornece também o apoio financeiro às empresas empreendedoras e aos jovens empreendedores. Em geral, o governo presta cerca de cinco milhões de yuans por ano em três anos consecutivos."


A plataforma do comércio eletrônico ajuda a zona de Qingxin a concretizar o acoplamento do mercado. Até o momento, Zhou Zihua tem mais ideias, esperando que o governo, o parque e as empresas no local financiem conjuntamente para criar um centro de logística, para que beneficie as famílias agrícolas e aumente a competitividade dos empreendedores no mercado.