terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Cooperação internacional e avanços tecnológicos, a nova China

Xi Jinping encontra-se com presidente francês


O presidente chinês, Xi Jinping, encontrou-se neste domingo (29), em Paris, com seu homólogo francês, François Hollande. Na foto a baixo, com Barak Obama, na Conferencia de Paris.


No encontro, Xi Jinping disse que durante a segunda visita de Estado do presidente Hollande à China, realizada no início deste mês, os líderes chinês e francês divulgaram uma declaração conjunta sobre as mudanças climáticas, e chegaram a um consenso para promover as relações bilaterais. Xi Jinping pediu que as duas partes mantenham o diálogo político e ponham em prática os grandes projetos e acordos cooperativos, criando novos pontos de desenvolvimento. Além disso, os governos locais dos dois países devem realizar cooperações ativas em áreas como economia, cultura, tecnologia, educação e turismo. Segundo Xi Jinping, a China vai organizar a Cúpula do G20 de 2016, e está disposta a manter contatos próximos com a França para reforçar a coordenação e cooperação estratégica sobre a administração econômica global. Xi Jinping elogiou ainda os esforços franceses na realização da conferência sobre mudanças climáticas. A China apoia firmemente a conferência e deseja que o seu resultado corresponda ao princípio de "responsabilidade comum, mas diferenciada".
Por sua vez, Hollande deu boas vindas à presença de Xi Jinping na conferência de Paris sobre mudanças climáticas, e disse que a França está disposta a manter contatos com a China quanto aos assuntos sobre este tema.
Os líderes discutiram também as questões regionais de interesse comum.
Tradução: Li Jinchuan - Revisão: Layanna Azevedo

  

China avança em tecnologia Li-Fi

Um novo avanço na comunicação por luz visível (VLC, na sigla em inglês) poderá permitir a pessoas baixar um filme de Hollywood em alta definição em 0,3 segundo utilizando apenas a luz de uma lâmpada.

Um teste feito pelo Ministério da Indústria e Informatização confirmou que a velocidade de tráfico em tempo real de um sistema VLC chinês alcançou os 50 gigabites por segundo (Gbps), anunciou o próprio departamento governamental.

A velocidade em tempo real é a mais alta obtida pela China até o momento. Em agosto de 2014, meios de comunicação informaram que um grupo de cientistas mexicanos utilizaram uma tecnologia semelhante para transmitir dados a velocidade de até 10 Gbps.

O especialista em tecnologia da informação e acadêmico Wu Jiangxing afirmou que será possível estabelecer uma enorme rede VLC baseada nos milhões de lâmpadas elétricas e instalações de iluminação com LED que já existem por todo o mundo.

"Cada lâmpada elétrica pode servir como um ponto de acesso a internet de alta velocidade (semelhante aos pontos de acesso wifi) uma que se a tecnologia VLC está sempre aplicada para o futuro", afirmou Wu, não pode precisar um horizonte temporal.
"Imaginem baixar vários filmes enquanto esperam o semáforo abrir em um cruzamento ou navegar pela internet em aviões ou trens de alta velocidade através das luzes", acrescentou.

Esta tecnologia é amigável com o meio ambiente e consome muito menos energia e pode garantir a segurança da informação melhor que a de rádio, que tem lacunas como interrupções de sinal ou interceptação, segundo o ministério.

O sistema VLC foi desenvolvido pela Universidade de Engenharia da Informação do Exército Popular de Libertação (ELP). A universidade conseguiu desenvolver um sistema de transmissão sem cabos baseado em VLC em 2013.

O ministério e a universidade não tem especificado quando o sistema Li-Fi estará finalizado e nem quando será colocado em operação.
por Xinhua