sexta-feira, 18 de novembro de 2016

O gigante e seus interesses estratégicos



Presidente chinês pede coordenação de estratégias de desenvolvimento entre China e Itália
2016-11-17 13:07:51portuguese.xinhuanet.com 





 O presidente chinês, Xi Jinping (2º e), reúne-se com o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi (2º d), ilha da Sardenha, Itália, em 16 de novembro de 2016. (Xinhua/Lan Hongguang)




Sardinia, Itália, 17 nov (Xinhua) -- O presidente chinês Xi Jinping disse na quarta-feira que a China e a Itália devem coordenar melhor suas estratégias de desenvolvimento nacional e aprofundar cooperação em diversas áreas.

Xi fez a declaração em uma reunião com o primeiro-ministro italiano Matteo Renzi durante sua estadia na ilha a caminho para uma visita de uma semana à América Latina.

O presidente chinês espera que a Itália ligue melhor sua estratégia de desenvolvimento com a Iniciativa do Cinturão e Rota da China. A iniciativa, que inclui o Cinturão Econômico da Rota da Seda e a Rota da Seda Marítima do Século 21, tenta construir uma rede de comércio e infraestrutura conectando a Ásia com Europa e África ao longo das rotas antigas da Rota da Seda.

Segundo Xi, a Itália é um amigo confiável e parceiro importante da China na União Europeia (UE) e o desenvolvimento da parceria estratégica abrangente China-Itália é encorajante.

A China dá grande importância a seus laços com a Itália e espera trabalhar com o país europeu para enriquecer a parceria, com o objetivo de trazer mais benefícios aos dois povos.

O presidente chinês pediu que os dois países que mantenham comunicações de alto nível, fortaleçam intercâmbios das pessoas em todos os níveis e coordenem-se melhor em assuntos internacionais e regionais.

Durante a reunião, Xi também estendeu sua simpatia ao povo italiano atingido por um forte terremoto no centro do país em outubro, desejando que eles possam superar as dificuldades e reconstruir suas casas o mais cedo possível.

O presidente chinês destacou que a UE é um papel muito importante no mundo e um parceiro estratégico abrangente para a China.

Como a Europa está experimentando algumas mudanças significantes, a China, um defensor de uma Europa próspera e estável, Xi deseja que a Itália possa desempenhar um papel ativo para garantir o desenvolvimento duradouro, estável e saudável das relações China-Europa.

Ele também fez uma introdução a Renzi sobre a 6ª sessão plenária do 18º Comitê Central do Partido Comunista da China, realizada no final de outubro.

Renzi elogiou os êxitos da China em seu desenvolvimento, acrescentando que a Itália queria participar ativamente da Iniciativa do Cinturão e Rota.

Os dois países, ambas civilizações antigas com uma amizade de longa história, registraram um bom desenvolvimento das suas relações.

De acordo com Renzi, a Itália espera trabalhar com China para promover sua cooperação em áreas como economia, comércio, energia, inovação, cultura e turismo.
Além disso, a Itália está comprometida a impulsionar os laços sino-europeus e trabalhar com a China para manter a paz e estabilidade do mundo.
 
Xi realizará visitas de Estado ao Equador, Peru e Chile de 17 a 23 de novembro. Durante a viagem, ele vai assistir à 24ª Reunião de Líderes Econômicos da Cooperação Econômica da Ásia-Pacífico (APEC, na sigla em inglês) nos dias 19 e 20 em Lima, capital do Peru.